link_home
TvZero
DA CALÇADA PARA AS TELAS DE CINEMA

Está em cartaz nas salas do Cine Multiplex o filme "A Pessoa É Para o Que Nasce", do diretor Roberto Berliner. O documentário conta a vida das três irmãs cegas e cantadoras de Campina Grande, Maroca, Poroca e Indaiá. No Shopping Iguatemi, a sala em que o filme está passando é a Campina 1, em três horários: 17h, 20h e 21h. Em João Pessoa o público pode conferir a saga das três irmãs no Mag Shopping, na sessão das 20h50.

O documentário é resultado da paixão que o diretor fluminense sentiu com a impressionante história de vida das Ceguinhas de Campina Grande Berliner encontrou pela primeira vez com elas em 1997, quando gravava a série "O Som da Rua", pela TV Zero. Meses após, Berliner voltou à cidade com o intuito de fazer um curta metragem, que veio a ser gravado. O filme, de 8 minutos, foi exibido e premiado em várias partes do mundo.

O filme deu projeção às ceguinhas. Gilberto Gil tomou conhecimento, através do filme, da existência delas e as convidou para participarem de um dos mais importantes eventos. Tudo isso é registrado no próprio documentário, agora tornado em longa. As transformações decorrentes do que o cinema propiciou à vida das irmãs, que mendigavam na esquina da antiga Livraria Pedrosa e que hoje são celebridades.

"A Pessoa é Para o Que Nasce" além de trabalhar o lado emocional da dura história de vida de cada uma das irmãs, não é um filme triste. Há momentos descontraídos, divertidos e até polêmicos. Há um momento em que Maroca dá a entender que está apaixonada pelo diretor do filme e ele esclarece que não pode corresponder a este amor pois é casado e tem filho. Surpreendente é o momento em que a mesma Maroca, espécie de líder delas, confessa sua mágoa das irmãs.

Agora, sem dúvida alguma, a cena mais polêmica é da nudez das Ceguinhas, na praia de Tambaba. Antes delas se despirem há algo como uma seqüência de vídeo clip, com a música carro-chefe do disco, com canções das irmãs, que está sendo lançado simultâneo ao filme cujo refrão diz "atirei no mar, o mar vazou..." O CD é duplo e tem um disco com releituras de grandes nomes da MPB. , 16 de Julho de 2005