link_home
TvZero
CAVALERA ENCERRA SPFW COM HOMENAGEM AO NORDESTE

A coleção feminina da Cavalera encerrou hoje (04/07) a maratona de pouco mais (por um) de meia centena de desfiles da maior edição do São Paulo Fashion Week até agora. E para fechar o grande evento de moda brasileira, um olhar para dentro do país, para o sertão nordestino e sua cultura de marias bonitas e lampiões, para sua religiosidade, seus costumes, sua música, sua brejeirice.

O desfile começou de um jeito emocionante: as três cantoras cegas nordestinas Maria Barbosa, Regina e Conceição, protagonistas do documentário "A Pessoa é para o que nasce", entraram na passarela e, sob uma imagem do padre Cícero, cantaram. Em seguida as modelos vieram na direção contrária da boca da passarela - que tinha se transformado numa igrejinha simples azul calcinha - com manto de renda cobrindo o rosto, segurando lâmpadas fluorescentes como se fossem imagens de santos.

Sobre um chão que reproduzia o rachado da terra da seca nordestina, as modelos desfilaram coleção muito feminina, cheia de estampas delicadas como a de desenho de flores vermelhas bordadas sobre o fundo branco, a de cajuzinhos vermelhos sobre o amarelo ou a de bolinhas pequenas e disformes em amarelo sobre a base marrom. Elas apareceram em vestidos e blusas com camadas irregulares de tecidos sobrepostos, formando um babado rústico, rasgado, como o vestido tomara-que-caia pink com saia estampada com as bolinhas em amarelo no fundo marrom, com plissado em pink e bordado de paetês de tecido em amarelo, com certo brilho.

O brilho nos acessórios metalizados e em algumas peças plissadas como o vestido azul de Marcelle Bittar, na segunda parte do desfile, dedicado às roupas de festa.

No final, uma dupla de cantores mirins goianos encerrou a apresentação, com o trio de cantoras cegas e o artesão pernambucano seu Espedito (que participou da coleção) sentados em cadeiras de balanço espalhadas pela passarela.

A platéia, recheada de famosos como Heitor Martinez, Lobão, Preta Gil e Jairzinho, aplaudiu de pé. , 04 de Julho de 2005